top of page
  • RDreams

Quem são os autores importantes sobre Business Intelligence?

Business Intelligence (BI) é um conceito que vem ganhando cada vez mais espaço no mundo dos negócios, pois permite analisar dados e informações de forma estratégica, auxiliando na tomada de decisão e na melhoria do desempenho das organizações. Mas você sabe quem são os autores que contribuíram para o desenvolvimento e a difusão desse conceito? Neste artigo, vamos apresentar alguns dos principais nomes que se destacaram na literatura sobre BI, bem como as suas obras e ideias.


Richard Millar Devens


O primeiro autor a utilizar o termo Business Intelligence foi Richard Millar Devens, em 1865, em seu livro "Cyclopaedia of Commercial and Business Anecdotes". Devens usou o termo para descrever como o banqueiro Sir Henry Firnese obteve vantagem competitiva ao receber e agir com base em informações sobre o ambiente, antes de seus concorrentes.


Hans Peter Luhn


O segundo autor a empregar o termo Business Intelligence foi Hans Peter Luhn, em 1958, em seu artigo "A Business Intelligence System". Luhn era um cientista da IBM e propôs um sistema automatizado de coleta e disseminação de informações relevantes para os usuários dentro de uma organização. Luhn é considerado um dos pioneiros da recuperação de informação e da mineração de dados.


Howard Dresner


O terceiro autor a popularizar o termo Business Intelligence foi Howard Dresner, em 1989, quando trabalhava como analista do Grupo Gartner. Dresner definiu BI como "um conjunto de conceitos e métodos para melhorar a tomada de decisão de negócios usando sistemas baseados em fatos". Dresner é reconhecido como um dos líderes mundiais em BI e escreveu vários livros sobre o assunto, como "The Performance Management Revolution" e "Profiles in Performance".


Ralph Kimball


O quarto autor a se destacar na literatura sobre BI foi Ralph Kimball, em 1996, com seu livro "The Data Warehouse Toolkit". Kimball é considerado um dos maiores especialistas em modelagem dimensional, uma técnica para projetar bancos de dados que facilitam a análise de dados. Kimball também criou o conceito de data mart, uma subseção do data warehouse voltada para uma área específica do negócio.


Bill Inmon


O quinto autor a influenciar o campo do BI foi Bill Inmon, em 1997, com seu livro "Building the Data Warehouse". Inmon é considerado o pai do data warehouse, uma estrutura centralizada que armazena dados históricos e integrados de diversas fontes. Inmon também introduziu o conceito de data lake, um repositório que armazena dados brutos e não estruturados.


Thomas Davenport


O sexto autor a contribuir para o avanço do BI foi Thomas Davenport, em 2006, com seu livro "Competing on Analytics: The New Science of Winning". Davenport é considerado um dos maiores pensadores sobre gestão do conhecimento e analytics. Ele defende que as organizações devem usar os dados como um ativo estratégico e desenvolver uma cultura analítica. Davenport também cunhou o termo big data, para se referir ao grande volume, variedade e velocidade dos dados gerados na era digital.


Bernard Marr


O sétimo autor a enriquecer o debate sobre BI foi Bernard Marr, em 2015, com seu livro "Big Data: Using SMART Big Data, Analytics and Metrics To Make Better Decisions and Improve Performance". Marr é um consultor renomado em gestão estratégica e performance empresarial. Ele propõe um modelo SMART para usar os dados de forma inteligente: Specific (específico), Measurable (mensurável), Actionable (acionável), Relevant (relevante) e Time-bound (temporal).


Esses são apenas alguns dos autores importantes sobre Business Intelligence, mas existem muitos outros que também merecem ser lidos e estudados. O BI é um conceito dinâmico e em constante evolução, que pode trazer muitos benefícios para a sua carreira e para o seu negócio.

2 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page