top of page
  • RDreams

DREX: Tudo sobre a moeda digital do Brasil

Você já ouviu falar do Drex? Essa é a nova moeda digital brasileira que está sendo desenvolvida pelo Banco Central (BC) e que promete revolucionar as transações financeiras no país. Mas o que é o Drex e como ele vai funcionar?


O que é o Drex?


O Drex é a primeira moeda virtual oficial do Brasil. Na prática, ela servirá como uma nova expressão das cédulas físicas, já emitidas pelo BC, e será garantida pelos mesmos fundamentos e pelas mesmas políticas econômicas que determinam o valor e a estabilidade do real convencional, permitindo transações financeiras, transferências e pagamentos, por exemplo.


A nova moeda será emitida pelo próprio BC, como uma extensão da moeda física, com a distribuição ao público intermediada pelos bancos e instituições de pagamento. Sua custódia ficará no Banco Central e poderá ser trocada pelo real tradicional (em notas), e vice-versa, mas o foco serão as transações financeiras. A cotação frente a outras moedas também será a mesma.


Não será permitido que os bancos emprestem esses recursos a terceiros — como acontece atualmente com o real físico — e depois os devolva aos clientes. Também não haverá remuneração, ou seja, os recursos não terão uma correção automática. Além disso, haverá uma garantia da segurança jurídica, cibernética e de privacidade nas operações.


Qualquer pessoa ou empresa que desejar ter a moeda digital precisará entregar reais em formato convencional, para que o BC possa emitir os reais digitais correspondentes. Essa operação não será feita diretamente pelo BC, ela será intermediada por um participante do sistema financeiro (banco, cooperativa ou fintech) ou do sistema de pagamentos (instituição de pagamento), ou ainda de algum novo tipo de empresa que venha a ser criada sob a autorização do BC para intermediar o acesso e a utilização de reais no formato digital.


Quando o Drex vai ser lançado?


O projeto do Drex ainda está em fase de testes e não tem um cronograma oficial de lançamento. A expectativa é de que a nova moeda seja liberada para o público no final de 2024, segundo o coordenador da iniciativa do real digital pelo BC, Fabio Araújo.


O tema tem sido discutido pelo BC há anos. Em 2020, por exemplo, a autarquia organizou um grupo de trabalho para estudar a emissão de uma moeda digital brasileira, tendo divulgado as diretrizes gerais do projeto em maio de 2021.


Quais são as vantagens do Drex?


O Drex tem algumas vantagens em relação ao real convencional e ao sistema de pagamentos instantâneos da autarquia, o PIX. Entre elas, estão:


- A possibilidade de compra e venda de títulos públicos, por exemplo.

- A maior inclusão financeira, já que pessoas sem conta bancária poderão ter acesso à moeda digital.

- A maior eficiência nas transações internacionais, reduzindo custos e tempo.

- A maior segurança contra fraudes e falsificações.

- A maior transparência nas operações financeiras.

- A maior inovação no setor financeiro, estimulando novos produtos e serviços.


Como o Drex se compara com outras moedas digitais?


O Drex é diferente de outras moedas digitais que existem no mercado, como as criptomoedas (por exemplo, Bitcoin) e as stablecoins (por exemplo, Tether). As principais diferenças são:


- O Drex é emitido e regulado pelo BC, enquanto as criptomoedas e as stablecoins são descentralizadas e não têm uma autoridade responsável por elas.

- O Drex tem o mesmo valor do real convencional e segue as mesmas políticas econômicas do país, enquanto as criptomoedas e as stablecoins têm uma volatilidade maior e podem sofrer variações significativas de preço.

- O Drex tem uma garantia legal e institucional, enquanto as criptomoedas e as stablecoins não têm uma proteção jurídica e podem estar sujeitas a riscos operacionais, cibernéticos e de liquidez.


O Drex também é diferente das moedas digitais de outros países, como o yuan digital da China e o euro digital da União Europeia. Cada país tem suas próprias características e objetivos ao desenvolver uma moeda digital, que podem variar de acordo com o grau de desenvolvimento econômico, a estrutura do sistema financeiro, a demanda por moeda física, a inserção internacional, entre outros fatores.


O que achamos do Drex?


O Drex é uma iniciativa que pode trazer muitos benefícios para o Brasil, tanto para os cidadãos quanto para as empresas e para o governo. Porém, também há desafios e riscos envolvidos na implementação de uma moeda digital, que exigem um cuidadoso planejamento e uma ampla participação dos diversos agentes econômicos e sociais.


Por isso, é importante que você se informe sobre o assunto e acompanhe as novidades sobre o projeto do Drex. Assim, você poderá aproveitar as oportunidades que essa inovação pode oferecer e se preparar para as mudanças que ela pode trazer para o seu dia a dia.


E você, o que acha do Drex? Deixe sua opinião nos comentários!

0 visualização0 comentário

Comments


bottom of page